Sensibilidade ISO

Acredito que muitos já ouviram falar em ISO (International Standards Organization), mas poucos sabem exatamente o que ele significa na fotografia. Quando comecei na fotografia, fuçando no menu da minha câmera compacta, descobri que eu podia alterar o ISO em algumas circunstâncias, só não sabia exatamente pra que aquilo servia. Como sempre amei fotografia e queria aprender mais sobre as técnicas para poder fazer fotos melhores, comecei a mexer e perceber as diferenças em cada foto tirada. Peguei uns brinquedinhos, coloquei na mesa de casa e fui fotografando todos na mesma luz só mudando o ISO. Com isso fui percebendo que algumas fotos ficavam escuras, outras claras, mas ainda não tinha ficado muito claro pra mim o porque isso acontecia. Quando comprei minha câmera profissional e comecei a fotografar, somente no modo manual, aí que fui aprender com clareza o ISO.

O ISO, na fotografia digital, mede a sensibilidade do sensor a luz e, na fotografia analógica, mede a sensibilidade do filme a luz. Ou seja, a sensibilidade do sensor ou filme é a capacidade que o mesmo tem de captar a quantidade de luz em determinada cena. Se você estiver em um local com muita luz, utiliza-se um ISO de valor baixo e, se o local estiver com pouca luz, utiliza-se um valor de ISO mais alto.

ISO

É importante ressaltar que quanto maior o valor de ISO utilizado maior o ruído na imagem. Mas, o que é esse tal de ruído?
Acredito que muitos já viram fotos com uns pontinhos, principalmente em fotos noturnas ou fotos feitas em ambiente com pouca luz. Um bom exemplo é fotografar com o celular em um local com pouca iluminação, aparece um monte de pontinhos estranhos na foto, certo? Isso é o ruído!

Isso acontece porque com a falta de luz adequada, a pessoa ou o próprio modo automático da câmera achou que era preciso utilizar um valor de ISO alto. Com isso, as informações de luz captadas pela câmera não são nítidas o suficiente, gerando então o ruído.

E falando em ruído… A opinião das pessoas variam muito em relação a foto com e sem ruído. Há quem goste e quem não goste! Hoje em dia existe até uma tendência, em alguns estilos de foto, adicionarem o ruído propositalmente para dar um efeito especial, diferente, na foto.

Fiz um exemplo bem caseiro e bem amador para vocês entenderem melhor o funcionamento do ISO e também ver que mesmo com uma câmera compacta, tendo ela o modo M (manual), é possível ter mais controle sobre a fotografia a ser tirada.

iso praticaFotos feitas com uma Sony DSC-H20

Se vocês observarem bem, na imagem com o ISO 800 dá pra ver com mais clareza o ruído na foto. Fotografei dentro de casa, de noite, com luz branca e mais nada auxiliando. Podem perceber que conforme fui aumentando o ISO mais clara a imagem foi ficando. Isso se deve ao fato de eu estar ‘dizendo’ para a câmera que estava fotografando em um local onde eu precisava de mais luz. Como a luz de onde eu estava era forte e o ambiente estava bem claro, a foto com ISO 3200 acabou ficando estourada pois o sensor ficou mais sensível a luz.

Saber ajustar o ISO adequado para cada cena a ser fotografada já é um passo e tanto. Mas, na fotografia, o ISO sozinho não faz milagre! Precisamos também entender como funciona outros dois itens fundamentais para se obter um controle total da luz: abertura e velocidade. Falaremos disso nos próximos posts!

Espero que tenham entendido, qualquer dúvida escrevam pra mim nos comentários que estarei respondendo todos!

Comments

comments